Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Pense numa estoria de pescador!

 --o--
Bagre Entalado

Um morador na região de Oak Island, Carolina do Norte, viu uma bola muito estranha dançando na água e chegou mais perto para dar uma olhada. Com surpresa viu um enorme bagre que aparentemente tentou engolir uma bola de basquete de criança e ficou com ela entalada na boca.
O peixe estava terrivelmente cansado de tentar mergulhar, mas não conseguia porque a bola sempre trazia sua cabeça à superfície. O morador tentou inúmeras vezes tirar a bola, sem nenhum sucesso. Sua esposa furou a bola, esvaziando-a e assim libertando o enorme bagre!
A notícia, fora do contexto do popa.com.br, está sendo aqui publicada para ilustrar os danos à natureza pela poluição, mesmo que involuntária.
Tartarugas marinhas morrem pela ingestão de sacos plásticos confundidos com "mães d'água".


Notícia pubicada em The Sunday Wichita Eagle, postada no www.popa.com.br










Nenhum comentário:

Postar um comentário