Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Ultima regata de 2009 e aniversário da Lucia


Nesse domingo tivemos a ultima regata do ano de 2009. Tivemos também a despedida do amigo e grande apaixonado por vela, o comandante dos portos, Vasconcelos que esta sendo transferido para Brasília, e o aniversario da Lucia do Avonte.
Foi um domingo de muita festa, com prêmios para as diversas classes, um churrasco e bolo de aniversario. Foi muito bonito ver as famílias freqüentando o Iate, agora com o novo Comodoro  Alberto Serejo (o Betuca).Queria destacar a belíssima arte nas camisetas da regata feita pelo artista velejador Flavio Freitas, que também presenteou o Vasconcelos com duas gravuras muito bonitas com paisagens de Natal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário