Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Transformando o leigo em navegador experiente


O melhor método para se tornar um navegador experiente - além de fazer os cursos básicos recomendados - é a prática

Monotipos
O primeiro passo para se tornar um velejador experiente é tirar a carteira de arrais amador que lhe ensinará os fundamentos da navegação (águas restritas – represas, lagos e a menos de 3 milhas da costa) e lhe habilitará a dirigir uma embarcação.

Após completar o curso teórico de arrais, você precisa prestar um exame fornecido pela marinha através das suas Capitanias dos Portos.

O segundo passo é fazer um curso prático de iniciação à vela. Neste curso você irá aprender os princípios da vela, suas manobras, etc.

O terceiro passo é realmente começar a praticar e aqui vale uma dica importante. Não se apresse em comprar um veleiro. Hoje em dia existem diversas escolas de vela onde você poderá alugar um barco de pequeno porte por um custo bem atraente. Só assim, você poderá testar diversas embarcações e somente mais tarde, com mais segurança, decidir pela compra ou não de um barco. Não se esqueça: a vela pode se tornar um esporte caro se você não souber administrar o seu ímpeto de consumo, mas também é um esporte accessível se você souber como aplicar bem os seus recursos .

Uma embarcação, por menor que ela seja, irá lhe dar despesas (marina, manutenção, etc.), por isso, tenha calma. Procure praticar bastante em veleiros de pequeno porte para só mais tarde, partir para veleiros de oceano.

Oceano 
Após algum tempo praticando em barcos pequenos, você estará preparado para encarar maiores desafios. Você irá sentir o momento. O próximo passo então, é fazer um curso de Mestre amador que lhe ensinará os fundamentos da navegação costeira (de 3 a 50 milhas da costa). Após prestar o exame da marinha, você estará preparado para fazer um curso de Vela Oceânica Básico e mais tarde, de Vela Oceânica Avançado e então, partir para a prática em embarcações maiores (oceano).

Assim como a prática em embarcações de pequeno porte, é possível, alugar veleiros de grande porte. Vale a pena enfatizar que: É possível praticar sem gastar muito. Alugue um veleiro com skipper e saia para praticar. Só assim você poderá conhecer as diversas embarcações existentes no mercado para poder decidir pela compra ou não de um barco de oceano no futuro. Antes de comprar um barco, você deverá decidir para que irá usa-lo (regata, lazer nos finais de semana e férias ou cruzeiro) e só então, consultar um revendedor para encontrar a embarcação dos seus sonhos.

Dica importante: Leia a maior quantidade de revistas e livros relacionados ao assunto e procure aprender com a experiência dos outros.

Caso você opte por fazer um cruzeiro pela costa brasileira ou até sair velejando pelos 7 mares do mundo, procure fazer um curso de capitão amador e consultar alguém que possua experiência em viagens transoceânicas.

É neste momento que a ajuda de alguém que já possui experiência faz a diferença no seu bolso. Não se iluda com o que dizem por aí. O tamanho da embarcação, os equipamentos necessários e um bom aprendizado são fundamentais. Procure manter em sua mente que um barco mais simples, irá lhe dar menos trabalho, irá custar menos para mantê-lo e será mais fácil de manejá-lo.

Bons Ventos.

Postado por André Homem de Mello em www.nautica.com.br 

Para saber mais acesse www.sailingadventures.com.br ouwww.layline.com.br

3 comentários:

  1. Muito obrigado Antônio, por estes esclarecimentos que colocaram um rumo na minha caminhada, tenho 23 anos e moro em Natal a 5, e gostaria de saber antes de começar a estudar, se ainda existe escola de vela no Iate Clube do Natal, vi no site do clube que tinha, mas não sei se as informações contidas estão atualizadas.

    ResponderExcluir
  2. Meu e-mail: sillas@ponta-negra.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Silas tem escola de vela em Natal sim o instrutor é o Alexandre 9407 3896, e as quertas feiras os velejadores costumam se reunir a partir das 19h no iate clube aparece por la que vais ser bem recebido.
    eu trabalho no praia shopping no SAV salão de cabeleireiros se quiser aparece pra um papo de velejador.
    Um abraço

    ResponderExcluir