Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


sexta-feira, 10 de julho de 2015

Férias, bem vindo a bordo do seu sonho

 

O mes de Julho chegou e com ele as férias, quem ja não pensou em realizar om sonho de pegar a pessoa amada e sair por ai em um veleiro conhecendo lugares fantásticos, não vou me estender muito pois copiei o texto na integra colocado pelo velejador Nelson Mattos que diz exatamente o que eu iria escrever.

Ai listei uma turma de gente boa que faz charter por aí, e espera voce que tem esse sonho, para realiza-lo.

Começaremos pelo famoso casal Avoante, Nelson e Lúcia, com seu velamar 33, que realiza paseios incriveis pela Baia de Todos os Santos,Camamu e Morro de São Paulo.

 

SEJA BEM VINDO A BORDO DO SEU SONHO

                                                                                                                                                                                     Navegar em um veleiro é uma das grandes paixões do homem e sair por ai livre, leve e solto ao sabor dos ventos é um sonho que habita mentes e corações. Ancorar naquela ilha deserta, margear as praias mais selvagens, viver em contato extremo com a natureza, cruzar os mares do mundo sem pressa e sem destino, seguir as estrelas e se encantar com a magia que somente o mar é capaz de oferecer. Nada se compara a um cruzeiro a bordo de um veleiro, em que somos dono do nosso destino. Venha viver um pouco daquele sonho que há muito promete dar um novo rumo a sua vida. Venha conhecer como é a vida a bordo de um veleiro de oceano. Venha ver como a vida pode ser vivida de um jeito mais leve e extraordinário. Venha conhecer o mundo maravilhoso que existe além da sua imaginação. Venha navegar com a gente a bordo do Avoante, numa navegada sem a companhia dos males que faz você correr a troco de nada. Venha viver o seu sonho em roteiros maravilhosos e encantadores na Baía de Todos os Santos, Camamu ou Morro de São Paulo. Venha e se surpreenda vivendo o seu sonho!

 

  O casal Luiz e Mauriane a bordo do catamarã, Lagoon 380 Cascalho, esperam brasileiros para um charter no Caribe ou Bahamas.
Férias... vem prá bordo do Cascalho você também!!!

Depois de voltar das suas férias a bordo do Cascalho, diga aos seus amigos apenas que você viveu uma das melhores aventuras da sua vida. Deixe assim. Deixe no ar. Até porque, traduzir em palavras todas as sensações de prazer que você irá experimentar, será uma tarefa bastante árdua... ainda mais que, se as pessoas gostarem do seu relato, você corre o risco de perder a sua paz. Elas te farão falar mais e mais e você precisara urgentemente de outras férias!

A doce vida de quem mora no mar...

Acordar, de manhã bem cedo, quando os primeiros raios de sol começam a colorir a paisagem, já ouvindo a suave melodia da água do mar acariciando o casco do barco e, lentamente se dar conta do que o espera do lado de fora.

continue lendo

 

 

  O casal Renato e Sarah e seu cão, um   bull terrier chamado Feijão, a bordo do seu Lagoon 44 estão a disposição de quem quiser fazer um charter pelo Mediterrâneo.

Apesar do site estar todo em ingles eles são brasileirissimos e podem ser contactados em bom portugues pelo email em seu site.

 

 

 

Sail With Us

Guests are extremely welcome on our boat. We have four suites and we only use one of them. Even when we have an argument, Sarah makes me sleep on the flybridge so there is always three suites available to receive guests.

If you want to get to know more about this lifestyle, want to sail around or like water sports such as surf, dive, kite, fish, snorkel, spear fish, stand-up paddle, etc., this could be a really cool vacation.

If you are about to start your vacation check our next destinations page for the upcoming trips, if you would like to plan further ahead we have more information of our route with locations and dates in another page.

 

  Ja quem estiver interessado em fazer um charter por lugares mais exóticos como a Tailândia, pode entrar em contato com o Fausto e a Guta do Guruçá Cat.

“Somos um casal realizando o sonho de dar uma volta ao mundo velejando.
Suba a bordo, viaje conosco!”

 

 

 

 

É isso, o que não falta são opções de lugares bonitos e pessoas bacanas para se passar umas férias maravilhosas e trazer muitas fotos e lembranças inesquecíveis.

sexta-feira, 3 de julho de 2015

De quem é a preferência quando há trânsito no mar

  De quem é a preferência no mar? 
Veja aqui algumas respostas para, depois, não ter de perguntar de quem foi a culpa.
   O mar pode parecer a faixa de rolamento dos sonhos até para o mais espaçoso dos motoristas, mas ali também existem leis que regulam o tráfego, embora algumas delas sejam pouco respeitadas na prática.
  Veja aqui como funciona, teoricamente, a preferência no mar.

Barcos a remo:
Minúsculos e lentos, têm capacidade mínima de manobra e quase sempre são difíceis de avistar. Fique atento.

Desviam de
· No canal: todos. Na prática, costumam ficar próximo às margens.
· No mar aberto: a princípio, um barco a remo não deveria estar em mar aberto.

Jets:
São leves, muito rápidos e ágeis, e são considerados barcos a motor como as lanchas. O problema é que como são fáceis de comandar, alguns pilotos exageram.

Desviam de
· No canal: teoricamente, de todos. Na prática, depende da consciência do piloto.
· No mar aberto: todos, mas são incomuns em mar aberto.

Lanchas:
Ágeis e rápidas, são os barcos com melhores condições de desviar de tudo. Por isso mesmo têm sempre a menor preferência.

Desviam de
· No canal: todos e ainda das lanchas ou jets que venham pela direita.
· No mar aberto: também desviam de todos e das lanchas que venham da direita.

Navios:
Grandes e pesados, são incapazes de realizar manobras rápidas e nem sempre conseguem enxergar um barco pequeno à frente. Mantenha distância!

Desviam de
· No canal: apenas de barcos encalhados ou sem governo.
· No mar aberto: teoricamente, de todos. Na prática, de ninguém.

Veleiros:
São ágeis, mas sua velocidade e manobrabilidade dependem do vento. Fique atento especialmente às áreas de regata.

Desviam de
· No canal: de navios e dos barcos a remo.
· No mar aberto: de navios ou de barcos de pesca.

É bom saber...
Os canais têm pistas imaginárias de mão dupla. Como acontece com os carros, o piloto deve ficar sempre no lado direito (boreste) da via.

Em caso de dúvida, desvie. É melhor pecar pelo excesso de cuidado do que colocar o barco em risco.

Barcos com preferência também são obrigados a desviar caso esta seja a única maneira de evitar uma colisão.

Entre duas lanchas, a que vem pela direita tem a preferência

Entre dois veleiros, a preferência fica com o que tiver as velas à esquerda


Materia da revista Náutica nº 196 




Aprender a Velejar! Uma questão de decisão.


          
Uma atitude depende apenas de você tomar uma decisão e fazer. Naturalmente que as novidades e mudanças afetam diretamente a tomada de decisão, entretanto novas atitudes tem que ser realizadas para  que mudanças venham a acontecer. Você faz parte deste processo e pode contribuir. 
 

Motivos    


Cinco motivos para você iniciar no iatismo e aprender a velejar. Tome esta atitude e conquiste novos mares e amigos.

1.      Velejar é popular em todo mundo, para onde você for viajar com certeza poderá também velejar. A extensão do litoral brasileiro é imensa, você poderá explorar lugares maravilhosos, entretanto necessariamente não precisa estar perto do mar para aprender a velejar. Temos rios, lagos, represas perto de você.
2.      Você não necessita de barcos caros ou equipamento complicado para velejar, mesmo que sejam velejadas oceânicas.
3.      Velejar pode ser acessível para qualquer pessoa. Informações existentes na internet podem facilitar a compreensão desta atividade tão prazerosa. Também é possível velejar virtualmente. Qualquer pessoa que tenha acesso a internet, onde pode explorar desde um simples passeio, a simulação de regatas e eventos competitivos.
4.      Aprender a velejar num dingue (barco de uma só vela) é a maneira mais rápida e mais efetiva para a maioria dos novatos na vela. É necessário ter o objetivo de ganhar habilidades básicas e instrução necessária de conhecimento e segurança no futuro.
5.      A preservação de nosso meio ambiente é essencial para o seu lazer. O contato com a natureza alegra o convívio e bem estar de sua família, que se traduz em qualidade de vida.
Espero estar colaborando com blog Conhecimento Náutico