Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


segunda-feira, 30 de abril de 2012

Uma semana triste

Esta foi uma semana de noticias tristes para os amantes do mar e de esportes náuticos. Tivemos pelo menos cinco noticias que a deixaram assim, a ja publicada morte do comandante Falco, a morte do velho prático sergipano Zé Peixe, as mortes do casal de mergulhadores no México, e as regatas das ilhas Farallones e Newport to Ensenada, as quais deixaram um numero consideravel de mortos. Coloquei os links pois não quero me aprofundar no assunto, so quero registrar os acontecimentos pois dizem respeito ao tema deste blog, a vela e o mar.