Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Velhos amigos que vem, novos amigos que vão

Essa posição privilegiada em que se encontra Natal, como passagem quase obrigatoria para quem vai do Brasil para o Caribe, e quem vem da Europa para o Brasil, nos privilegia tambem com a possibilidade de conhecer muitas pessoas e fazer muitos amigos, que fazem esses caminhos.

Eu gosto de me manter como um tripulante virtual dos barcos desses velejadores, que nos levam em viagens maravilhosas pelo Caribe, Açores, Portugal e as vezes outros paises da Europa como esta fazendo hoje a familia Lady Blue (ex familia Flyer), ilhas da Madeira e Cabo Verde, retornando ao Brasil e completando assim aquele projeto que foi tão sonhado de dar a volta pelo Atlântico. Nessas viagens me deslumbro com os lugares lindos, me preocupo com previsões de tempo complicadas, curto muito e torço pelo retorno em segurança de todos eles.

E é assim que estou voltando para o Brasil com os ja velhos amigos Fernando e a Paula no veleiro Andante, que acaba de deixar Portugal e fazer uma velejada de 95 horas ate a ilha da Madeira, e ja esou prestes a partir para o Caribe novamente com os novos amigos dos veleiros Sobá e Bar a Vento (desde que o Alípio resolva escrever algo em seu blog rsrs).

Fernando e Paula do veleiro Andante

Ricardo e Maite do veleiro Sobá

026

Alípio e Gil do veleiro Bar a Vento