Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Passeio à Ponta Negra

                                                             --0--


Ontem, no encontro de velejadores das quartas-feiras, planejamos os horários do passeio para Ponta Negra no próximo domingo dia 20/12 que marcara o encerramento da temporada 2009, evento este sendo organizado pelo Gilson do veleiro Muakã que já conseguiu lanches e brindes para distribuir entre os participantes.

Ficou decidido que os veleiros mais lentos sairão entre 8 e 9 horas, os mais rápidos as 10h e após as 11 sairão as lanchas que também confraternizarão conosco nesse dia. Teremos como garantia de socorro, caso haja necessidade, o apoio das lanchas da Capitania dos Portos.

Depois de tudo decidido, partimos para mais uma noite de petiscos regados com vinho oferecido pelo Geraldo Dantas, para comemorar o seu troféu de detaque do ano de 2009 na vela.

Parabéns Geraldo!