Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


terça-feira, 27 de julho de 2010

Opinião

Uma pessoa deixou esse comentário no meu post sobre a baleia que atingiu o veleiro na África do Sul, infelizmente não se identificou,mas eu gostaria de agradecer e dizer que concordo com a opinião dele.
"Um incidente... estes animais não costumam ter este tipo de comportamento... é por esta razões entre outras que não só as empresas de Whale Whatching deveriam seguir uma conduta de Observação de Cetáceos e saber um pouco acerca destes animais, como também todas as pessoas que possuem cartas e licenças de navegção uma vez que o mar é o habitat natural deles, nós os "intrusos" é que deveriamos saber analisar o comportamento deles e estar atentos ao que nos rodeia quando estamos a passear pelo habitat natural destes animais... infelizmente não podemos evitar este tipo de incidentes por duas grandes razões, ou porque as pessoas se aproximam deles curiosas e para poderem ver a beleza destes animais sem terem qualquer tipo de cuidado... ou porque simplesmente as pessoas não estao atentas ao que as rodeia... são animais que o comportamento é previsivel deste que nos apercebamos da presença deles a uma distância razoável... "