Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


sábado, 1 de janeiro de 2011

Beneteau anuncia primeira fábrica no Brasil


O grupo francês Beneteau, que atua no mercado náutico, vai instalar, em Angra dos Reis (RJ), sua primeira fábrica no Brasil. O anúncio foi feito pelo presidente mundial do grupo, Bruno Cathelinais, ao vice-governador Luiz Fernando Pezão. A Beneteau pretende fornecer embarcações ao mercado nacional e outros países da América do Sul, com investimento da ordem de 200 milhões de euros nos próximos cinco anos e geração de 600 empregos diretos e dois mil indiretos. 
A escolha pelo Estado do Rio de Janeiro deveu-se ao decreto do governador Sérgio Cabral que reduziu de 25% para 7% o ICMS para a indústria náutica.
A Beneteau, que atua há mais de 120 anos no mercado náutico mundial, é a maior fábrica de lanchas da Europa. Com cinco mil funcionários em seus estaleiros e 450 revendedores espalhados em mais de 50 países, a empresa produz cerca de oito mil barcos por ano e, hoje, oferece mais de 100 diferentes modelos de veleiros e lanchas. Ainda estão em estudos os modelos que serão fabricados no Brasil. 
Postado no Popa