Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


domingo, 23 de outubro de 2011

Velejador imprudente quase é atropelado por navio com 2,4 mil passageiros a bordo

Veleiro quase é atropelado por navio de 42 mil toneladas


Um velejador arriscou a própria vida ao manobrar sua embarcação bem perto de um navio de cerca de 42 mil toneladas, um cruzeiro que transportava cerca de 2,4 mil passageiros. A cena dramática ocorreu próximo ao condado de Devon, na Inglaterra.
Assustado, o piloto do navio Brittany Ferries Pont-Aven chegou a buzinar cinco vezes para que o velejador se afastasse. A grande embarcação seguia para o porto de Millbay, em Plymouth Sound. Passageiros que estava a bordo e que viram a cena temeram pelo pior.
“Nós ficamos rangendo os dentes de aflição, prontos para o impacto. O velejador teve sorte de sair ileso”, disse o músico Guy Harris, de 51 anos, à reportagem do jornal inglês Daily Mail.
Fonte: Extra Online; Foto: Reprodução