Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


segunda-feira, 28 de novembro de 2011

A vela de cruzeiro esta de luto

Estamos muito tristes e chocados com a notícias sobre o casal de amigos de velejadores Andy e Galdo. Eles sofreram um acidente no barco deles o Baleeiro, em Trinidad y Tobago neste final de semana. Andrea esteve internada, mas já teve alta do hospital.Lamentavelmente Geraldo faleceu. Nossas condolências aos familiares e amigos do casal .Andrea, que Deus te dê forças nesse momento tão difícil. Com carinho de todos nós

Trecho do Facebook da Familia Schurmann