Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


quarta-feira, 2 de julho de 2014

O Furioso esta quase na água

Para quem acompanhou, está acompanhando ou quiser dar uma olhada no trabalho do Jorge Dias de Curitiba, no blog Veleiro Furioso que segundo ele “não tem a intenção de ser um manual de construção apenas o relato da diversão, agruras e desventuras da empreitada”, tem toda a historia e as fotos do trabalho que ja esta quase concluido.

Eu sou um dos que esta ansioso para ver esse barco navegando, pra valorizar todo o trabalho que o Jorge e sua familia tiveram ao longo desses quase cinco anos, que completarão agora em Julho.

Espero o dia de ver o Furioso chegando a Natal numa REFENO quem sabe e podermos comer um churrasco pra fechar essa comemoração, junto com meu amigo Eduardo que é seguidor desde o principio da obra e foi quem me indicou o Blog do Furioso.