Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Homenagem ao Capitão dos Portos


 Foi um grande encontro de amigos a Quarta-Feira no Iate Clube do Natal. O familia de velejadores se reuniu, dessa vez mais cedo, para homenagear o CMG Comandante Vasconcelos que deixa o posto de Capitão do Portos do RN e dar boas vindas ao novo comandante, CF Alan Kardec(na foto ao lado abraçados pelo Comodoro Alberto Serejo). Aproveitando o espetáculo do Projeto Pôr-do-Sol do Potengi, um show de música e poesia, que acontece toda Terça, Quarta e Quinta-Feira na vanranda do clube, a tarde foi de muita festa, brilho e muito bate-papo. Mais uma vez a familia de velejadores mostrou toda sua força e união.

Postado por Nelson Mattos no Diario do Avoante