Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


sábado, 16 de janeiro de 2010

Ultimas noticias direto do diario de bordo do velejador THOMAS KREMER.

Diário de Bordo

Noticias frescas do projeto Navegando o Brasil, para saber mais de um click no link.
12/01/2010 - 14:28
Hoje de manhã tentamos colocar o "mock up" da peça nova no barco, e ela ainda vai passar por umas modificações para melhorar a montagem e desmontagem. Com ele pronto vamos decidir apenas se será feita em alumíno naval ou fibra de carbono. Depende do custo envolvido. Agora teremos dois tubos de 10 cm de diâmetro segurando as amas laterais. A fixação será visivel por baixo do deck lateral do barco e será muito mais simples, sem peças encobertas por acabamento. Esses dois tubos serão "abraçados" pelo trampolim drenante que terá duas alças de tração por baixo. Assim a estética não fica comprometida, mas a segurança vem em primeiro lugar. O barco vai ficar entre 60 e 80 Kg mais leve, dependendo do material que vamos usar.