Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


quinta-feira, 31 de março de 2011

Brasil oferece ajuda a velejadores japoneses

Com o treinamento prejudicado por conta do terremoto e do tsunami que atingiram o Japão, a equipe de vela japonesa ganhou a ajuda brasileira. A Confederação Brasileira de Vela e Motor (CBVM) colocou à disposição dos atletas as instalações do Centro de Vela de Alto Rendimento, localizado no Iate Clube Armação de Búzios, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, além de diversos equipamentos.
A entidade também ofereceu os nove núcleos de vela espalhados pelo país: na região Sudeste o Yacht Clube de Santo Amaro, Iate Clube do Rio de Janeiro, Clube Naval Charitas e Búzios Vela Clube; na região Sul o Clube dos Jangadeiros, Veleiros do Sul e Iate Clube de Santa Catarina; na região Centro-Oeste o Iate Clube de Brasília); e na região Nordeste o Yacht Clube da Bahia).
Os velajadores Lars Grael e Abraham Rosemberg também decidiram ajudar. O primeiro colocou à disposição dos japoneses as instalações do Projeto Grael, em Niterói, no Rio de Janeiro. O segundo pode hospedar em sua casa de praia os atletas que vierem treinar no país.

Postado no Popa