Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


quinta-feira, 3 de março de 2011

É cedo que se começa!


P1020946 [1280x768]
                                                          P1020942 [1280x768]P1020944 [1280x768]
   Participando de sua primeira regata “Ilha de Caras” com pouco mais de um ano, Catarina ja se mostra        interessada não so em timonear como tambem com a navegação, parecendoate uma garota propaganda do   Spot.Incentivada pelo avô Leonel Szterling a pequena Cat parece ser uma promessa nas competições no  futuro,e contara certamente com o apoio dos pais mergulhadores  e as dicas  da mãe que velejou de Optimist.
   Mas ja deixa claro que o negocio dela é velejar, nada de ligar o motor.
   Ei vovô, mamãe e papai só esqueceram do colete na nossa pequena velejadora, precisamos ter a segurança em primeiro lugar.


P1020959 [1280x768]
P1020958 [1280x768]