Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


segunda-feira, 14 de março de 2011

Depois do medidor de vento, agora uma facilidade para fazer a Navegação




Mesmo sem ter nenhum, estou me tornando fã dos aparelhinhos da Apple®. Depois do medidor de vento beeem baratinho, achei na iTunes App Store o Marine BRA da GeoGarage. Pela bagatela de US$5.99 você baixa o aplicativo para iPhone e iPad que é uma verdadeira mão na roda de leme. Daí você tem acesso às 226 cartas náuticas raster disponibilizadas pela DHN, a Diretoria de Hidrografia e Navegação da Marinha do Brasil.
Não experimentei ainda, mas o Marine BRA utiliza o GPS do aparelho para mostrar o trajeto de sua embarcação em tempo real, com funções de multi toque e zoom. Plotagem de waypoints e distância percorrida são recursos adicionais nesse aplicativo básico, porém de fácil uso.
Uma das vantagens citadas na App Store é que todos as cartas náuticas estão na nuvem de servidores daGeoGarage (eles usam o cloud computing), não havendo necessidade de compra de cartas individuais. Assim, também, toda vez que a DHN atualizar as cartas existentes elas entram no ar automaticamente.
Note que só funciona onde houver sinal de celular, mas vai navegar para além mar? Pois os Centros de Hidrografia desses países também firmaram acordo com o GeoGarage e disponibilizaram seus catálogos de cartas raster: Nova Zelândia, USA, Bahamas e Argentina.

Postado no blog do Maracatu