Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Áudio e texto: o pior exemplo possível, Comandante Schettino, do ‘Costa Concórdia’, mostra o lado mais negro da alma humana.

 

Do meu amigo Jr, do  Blog Sobre As Águas transcrevo o diálogo inacreditável entre o mau-caráter do comandante do ‘Costa Concórdia’ e o comandante da Capitania dos Portos, De Falco,  que honra as tradições marinheiras!! Um pequeno trecho que mostra o quanto a falta de caráter, o individualismo extremo e a total ausência de qualquer noção de moral tomou conta da humanidade contemporânea. Triste!!

Transcrição da conversa entre os comandantes:

Falco: “Aqui é De Falco, de Livorno, falo com o comandante?

Schettino: “Sim boa noite, comandante De Falco»

Falco: “Diga-me o seu nome por favor.”

Schettino: “Eu sou o comandante Schettino, comandante»

De Falco:, “Schettino? Ouça Schettino, há pessoas presas a bordo [do navio Costa Concordia]. Agora, você vá com seu barco até a proa do navio, a boreste. Lá há uma escada. Suba nesta escada e vá a bordo do navio. Va a bordo e me diga quantas pessoas estão lá. Está claro? Estou gravando esta comunicação comandante Schettino…”

Schettino: “Comandante, eu vou te falar uma coisa…”

Falco: “Fale em voz alta. Coloque sua mão na frente do microfone e fale em voz mais alta, ok? “.

Schettino: “Neste momento o navio está inclinado ….”

Falco: “Eu entendo. Ouça: há pessoas descendo pela escada de proa. Você vai subir essa escada na direcção oposta, fique no navio e me diga quantas pessoas e o que há a bordo. Entendeu? Diga se há crianças, mulheres ou pessoas que necessitam de assistência. Diga o número de cada uma dessas categorias. Está claro? Escute, Schettino o senhor foi para o mar e se salvou, mas eu considero isso… realmente muito mal… posso te encrencar. Vá a bordo, merda!”

Schettino: “Comandante, por favor …”

Falco: “Sem por favor… e agora suba a bordo. Me confirme que o senhor está indo para o navio”.

Schettino: “Eu estou na lancha dos socorristas. Estamos aqui, não estou indo a lugar nenhum, estou aqui…”

Falco: “O que o senhor está fazendo, comandante?”

Schettino: “Estou aqui para coordenar os trabalhos de socorro…”

Falco: “O que está coordenando aí? Vá a bordo. Coordene o socorro a bordo do navio. O senhor se recusa?”

Schettino: “Não, não, eu não estou me recusando”.

Falco: “O senhor está se recusando a embarcar, comandante? Me diga o motivo pelo qual não vai?”

Schettino: “Não estamos indo porque há outra lancha que parou…”

Falco: “O senhor vai a bordo, é uma ordem. O senhor não deve fazer outras avaliações. O senhor disse que abandou do navio, agora eu estou no comando. O senhor vai embarcar! Está claro? Não está me ouvindo? Vai, me ligue diretamente quando estiver a bordo. Meu socorro aéreo está lá”

Schettino: “Onde está o socorro?”

Falco: “Na proa. Depressa. Já há mortos, Schettino. “

Schettino: “Quantos mortos são?”

Falco: “Eu não sei .. Sei de apenas um. Um que eu ouvi. É o senhor que tem que me dizer quantos são, Cristo.”

Schettino: “Mas o senhor entende que está escuro… e não enxergamos nada”.

Falco: “E o senhor quer voltar para casa Schettino? Está escuro e o senhor quer ir pra casa? Suba pela escada até a proa do navio e me diga o que você pode fazer, quantas pessoas estão lá e que eles precisam. Agora!”

Schettino: “(…) eu estou com o segundo comandante”.

De Falco: “Subam os dois então. (…) O senhor e o seu segundo subam a bordo agora. Está claro?”.

Schettino: “Comandante, eu quero ir a bordo, mas simplesmente tem outra lancha aqui… onde estão outros outras equipes de resgate. Ela parou e se instalou ali. Agora outras equipes de resgate foram chamadas…”

Falco: “Há uma hora você está me dizendo isso. Agora suba a bordo, suba a B-O-R-D-O!. E me diga imediatamente quantas pessoas estão lá”.

Schettino: “Ok, comandante”

Falco: “Vá, agora!”

Publicado  por murillonovaes