Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

AIS TRANSPONDER - Requisitos necessários para adquirir e instalar no veleiro

Essa dica eu peguei no blog To indo velejar, e resolvi repassar para os meus leitores pois achei muito util para quem pretende ter um AIS em seu barco.

a) no site da Anatel, ver os aparelhos homologados e escolhe. Ex: Raymarine AIS 650 (US990.00)
Como acessar Anatel: sistemas interativos > SGCH > consultar > homologados / consultar
Importante: nesta lista o único que recomendo para veleiro é o Raymarine 650. O Comar é interessante mas está com homologação suspensa.
b) após escolha do modelo solicitar da loja West Marine a proposta de venda.
c) com esta proposta constando informações do aparelho, vá até a Anatel solicitar seu  MMSI, preencha os formulários e pague as taxas.
d) de posse do MMSI, repasse para a loja, que enviará seus dados para o fornecedor cadastrar o aparelho em seu nome e de sua embarcação, e a pessoa para contato em caso de emergência.
e) beleza! Aparelho chegou, ansiedade para instalar, vão algumas dicas:

  • se possível instale uma outra antena VHF, na segunda cruzeta ou topo do mastro. (Eu não gosto do SPLIT - divisor de sinal vhf/ais,  porque às vezes dá conflito). Além do más, uma outra antena e cabo são mais baratos. Quanto mais alto melhor, lembre-se que o alcance é 2x  a raiz quadrada da altura.
  • na saída nmea do transponder eu coloquei um adaptador SERIAL/USB, comprado em qualquer loja de informática por R$ 50,00, e vejo os navios no laptop. Você escolhe o programa SEACLEAR ou SHIPPLOTTER e usa as cartas digitalizadas da DHN.
  • você também pode ver os navios direto no seu plotter - a depender do modelo do mesmo.
  • para auxiliar o AIS no posicionamento, tenha um GPS bem simples ligado na entrada nmea do AIS. (No meu barco o gps fica só para o AIS, que é um Garmin III plus. Ficam ligados 24 hs (consumo menor que 30mA).
f) mas se você não quer gastar muito, compre só o receptor ( +/- R$450,00), que já lhe dá uma boa SEGURANÇA, e não precisa de MMSI. Compra-se direto em qualquer loja. Eu tenho o SR 161 da Miltechmarine, funcionando bem há mais de 5 anos.
g) se escolher o seaclear para usar com o AIS, a configuração está no meu blog. É importante saber qual a porta que o Windows selecionou na instalação do adaptador serial/usb. A velocidade que coloquei foi de 9600 bps. Todos estes dados são para “propriedades” no Seaclear.
Ações > propriedades > comm > bps 9600
Em caso de dúvida podem perguntar.
Postado em toindovelejar.blogspot.com por Gerson da Silva