Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Velejador Potiguar se destaca no brasileiro de Laser

 

A abertura do campeonato brasileiro da classe Laser aconteceu entre 15 e 19 de janeiro de 2014 na praia de Maria Farinha em Pernabuco. O evento foi organizado pelo Cabangas Iate Clube e pela Associação brasileira da classe Laser.

Nessa etapa do evento tivemos a grata surpresa de ver um velejador potiguar entre os primeiros colocados.

Apesar de poucos recursos para a vela de competição, que exige equipamentos cada vez mais modernos e consecutivamente mais caros, Alexandre Augusto Lima da Costa instrutor de vela do nosso Iate Clube do Natal foi la e mostrou que tem muita técnica para andar entre os melhores. Alexandre ficou em terceiro lugar na categoria Pré-Master.

Parabéns por essa conquista e por persistir mesmo frente a todas as dificuldades!