Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


terça-feira, 19 de outubro de 2010

Reaproveitamento de cascos de embarcações




Pescadores de uma ilha da Inglaterra tiveram uma ideia simples, barata e criativa para reciclar antigos barcos, que não serviam mais para navegação: transformá-los em galpões.
A ideia é tão simples quanto útil. Virando as embarcações de cabeça para baixo e adicionando portas, os barcos transformam-se em galpões, podendo também ser usados como diversas formas de habitação. 
A ilha chama-se Lindisfarne(ou Holy Island, IlhaSagrada), situada na costa nordeste da Inglaterra, e ligada à terra firme de Northumberland por uma estradinha. 
Hein? 
Uma ilha ligada por estrada? 
Então não é uma ilha...
Ocorre que a ilha é inundada diariamente pela maré. A população da ilha não chega a 200 habitantes!
Vídeo mostra helicóptero resgatando motorista preso pela maré em Lindisfarne.



Postado no Popa