Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Cartas náuticas da Bacia Amazônica já podem ser instaladas em aparelhos GPS

Com recurso digital, navegadores conseguem traçar rotas mais seguras para a região
Da Garmin Brasil

Foto: Divulgação

Área de cobertura abrange os principais rios da Bacia Amazônica

A bacia hidrográfica do Amazonas é uma das maiores regiões fluviais do mundo, com 3,8 milhões de km2 e um sistema denso e complexo de rios. Durante anos, a navegação de barcos nessa região era difícil e os pilotos de barcos dependiam de cartas náuticas em papel ou da sua experiência.
Para oferecer mais segurança e prevenir acidentes, a Garmin, líder mundial em equipamentos de navegação, acabou de anunciar o Bluechart Amazônia 2011.5, um exclusivo mapa digital da bacia hidrográfica da Amazônia, que pode ser instalado em qualquer um dos seus navegadores GPS compatíveis.
O Bluechart Amazônia 2011.5 está disponível em duas versões: o g2 inclui a navegação padrão, com todos os detalhes do Rio Amazonas a partir da cidade de Benjamin Constant, no extremo oeste do rio, até o Oceano Atlântico, no extremo leste. Também contém detalhes do Rio Madeira até Porto Velho e porções do Rio Tapajós e Pará. O Bluechart g2 é ideal para dispositivos portáteis e para chartplotters de entrada.
A segunda versão, o Bluechart g2 Vision, contém todas as funções do g2 e oferece características avançadas, como a visão 3D Olho de Marinheiro, visão 3D Olho de Peixe e a inédita função de auto-roteamento, que calcula automaticamente a rota para o destino, levando em consideração todas as restrições relativas às dimensões do barco.
De acordo com o gerente geral da Garmin Brasil, Eduardo Cortez, este lançamento irá trazer grandes benefícios para pescadores, turistas e moradores da região: “Antes do lançamento da nova versão do Bluechart, mapas da região da Bacia Amazônica estavam disponíveis apenas através da tradicional cartografia em papel. Agora é possível navegar através de mapas digitais de alta precisão”.
O Bluechart Amazônia 2011.5 já está disponível em cartões SD/microSD que podem ser facilmente instalados em produtos Garmin compatíveis com cartas náuticas. As revendas autorizadas Garmin possuem o produto para pronta entrega e podem ser encontradas em www.garmin.com.br.

Da Nautica