Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


domingo, 19 de junho de 2011

Argentina apreende 444kg de cocaína em veleiro

Um carregamento de 444 quilos de cocaína foi apreendido na sexta-feira em um luxuoso veleiro de bandeira americana, tripulado por dois espanhóis, no porto de Buenos Aires (River Plate), capital da Argentina. A informação foi dada neste sábado por Nilda Garré, ministra argentina da Segurança.
"A importante apreensão da droga de pureza máxima foi feita no veleiro de luxo ''Traful'' Os dois tripulantes estão foragidos", anunciou a ministra em uma coletiva de imprensa.
O chefe da guarda costeira, Oscar Arce, disse ainda que várias armas foramencontradas no iate, entre elas "uma metralhadora".
Arce afirmou que o barco "está em condições de realizar viagens transatlânticas" e que seu destino final era a Europa.
Garré explicou que as autoridades desconfiaram quando os tripulantes do Traful, após darem o alerta de emergência, foram localizados no porto de Madero, localizado no norte da capital argentina. A rota era diferente daquela indicada entre as cidades de La Plata e Piriápolis (já no Uruguai), ambas banhadas pelo Rio da Prata.
"O barco apresentou uma falha elétrica. A tripulação disse que estava em Piriápolis, mas foi localizada em Olivos. O iate foi rebocado e inspecionado minuciosamente, quando foi encontrada a cocaína", contou a ministra. Garré disse que os dois tripulantes espanhóis deixaram o barco para comprar peças de reposição antes que as autoridades chegassem.
Fonte: Terra, postado no Popa