Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


segunda-feira, 13 de junho de 2011

Regata Batalha Naval do Riachuelo

Aconteceu no ultimo sábado 11/06 no Iate Clube do Natal as comemorações da Batalha Naval do Riachuelo, em parceria com a Marinha do Brasil e a Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte,  com uma regata de veleiros de Oceano. Foi uma bonita e equilibrada competição, apesar da pouca quantidade de embarcações. A largada se deu em frente ao Clube, nas águas do Rio Potengi, e foi em busca de uma bóia em frente a Ponta do Morcego, retornando ao Clube. O veleiro Musa, comandante Erico Amorim, foi o grande campeão, com o Atrevido, comandado por Nelson Mattos e o Tuta comandado por Ricardo Barbosa chegando em seguida. O trimarã Pinóquio, quebrou um estai e abandonou a prova. Com uma participação super especial teve ainda o Hobie Cat 1 6 tripulando por Reginaldo e Vitor.  A noite foi marcada por uma grande festa de confraternização entre autoridades, convidados e velejadores, que teve até uma canja do Capitão dos Portos, Alan Kardec, no violão,e que surpreendeu a todos pelas qualidades musicais e excelente repertório. Hoje, Domingo 12/06, Dia dos Namorados, a festa continuou com a regata dos barcos monotipos, premiação e mais confraternização que terminou como não podia deixar de ser em mais um churrasco comandado pelo Nelson.

 

Desculpem a qualidade das fotos mas foi uma barbeiragem na regulagem da maquina, eu as bati com a maquina regulada para macro. Ai ja viu né!