Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Procura-se veleiro deixado à deriva


Um veleiro foi deixado à deriva nas proximidades de Mostardas, costa do RS, no início da madrugada do dia 03/08/10.
O único tripulante da embarcação, Guilhermo Hernan, velejava de Rio Grande, de onde desatracou no domingo, com destino a Florianópolis, em seu veleiro Shamrock, de 22 pés, quando teve o leme avariado. 
À deriva e em mar agitado, e com vento forte do sul, o Comandante Hernan pediu auxílio pelo rádio VHF, tendo sido atendido pelo navio CSAV Santos, que foi a seu encontro e resgatou-o, tendo seguido para seu destino, Itajaí,SC, onde Hernan desembarcou. Quando abandonado, o veleiro estava em "árvore seca".
Posição de Abandono: Lat 30° 58' 000 S Long 050° 10' 900 W
O Popa.com.br fez contato com o Comte Heloiz Azevedo, de Mostardas na tarde de hoje. Segundo Heloiz, o vento é leste "purinho", mas fraco, e a corrente é sul, forte, favorecendo o encalhe do veleiro na praia. Amanhã cedo o Comte Heloiz vai fazer uma busca na praia, na tentativa de localizar o veleiro Shamrock. 
O Comandante Claudio Copello, do veleiro C'est La Vie, solicita que qualquer informação a respeito do veleiro seja enviada para os contatos abaixo. 
Claudio Copello veleiro.cestlavie@gmail.com Fone: (47) 91462020, ou Hernan (53) 84262461 
A julgar pelas informações do track do navio (acima), o comandante Hernan teve muita sorte. Deduz-se que a linha pontilhada seja a rota do navio (SW-NE). A julgar pela forma enérgica com que guinou a boreste, deveria estar quase na latitude do veleiro, e em menos de uma hora o alcançou. Pode estimar-se também que em mais meia hora aproximadamente já havia feito o resgate. Clique para ampliar a carta

postado no Popa