Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


sábado, 21 de agosto de 2010

"Travessia do Pacífico" O livro


Numa rápida passagem por São Paulo o amigo Ubirajara Carratu (foto) pode comparecer ao evento de lançamento do livro Travessia do Pacífico”, de Maristela Colucci e Igor Bely, que foi lançado oficialmente no Espaço Fashion do Iguatemi. O evento também abriu a exposição de fotos do grande feito realizado por Beto Pandiani e Igor Bely, quando enfrentaram o maior oceano do planeta, em um catamarã sem cabine e sem motor, contando apenas com o vento.
A exposição ficou ate o dia 15 de agosto.