Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


domingo, 31 de julho de 2011

ABVC promove palestra para cruzeiristas dia 18 de agosto no Veleiros do Sul

 

Foto: ABVC/Divulgação

Ricardo Amatucci fala da viagem que gerou o livro "Uma família pela Costa Sul"

O cruzeirista e ex-presidente da Associação Brasileira de Velejadores de Cruzeiro (ABVC), Ricardo Amatucci, estará em Porto Alegre na quinta-feira, dia 18 de agosto, contando suas experiências e levando incentivo aos cruzeiristas gaúchos. A exemplo da palestra ocorrida no Iate Clube de Santa Catarina, o tema será a viagem de Ricardo Amatucci e sua família do Rio de Janeiro à Florianópolis, contada no livro “Uma família pela Costa Sul”. Nela, Amatucci conta como saiu do sofá e fez somente com sua esposa e filha pequena, seu primeiro cruzeiro mais longo num veleiro de 30 pés.
Segundo Maurício Napoleão, Presidente da ABVC, “esse tipo de palestra mostra como as famílias podem – e devem – sair dos respectivos “quintais de casa” e navegar pela costa do Brasil”. Segundo Napoleão, navegar em flotilha e com segurança é o segredo para o sucesso de uma empreitada como esta. E completa: “A missão da ABVC é levar os veleiros pela costa fazendo turismo náutico com segurança e ensinar a quem ainda não têm prática”.
Para Amatucci, o importante também é criar as condições aos poucos, fazendo de cada experiência um aprendizado. Na palestra ele conta, por exemplo, como aprendeu a importância da ancoragem correta e segura ainda nas primeiras navegadas: “Estávamos na Praia do Dentista (Angra) e o veleiro que alugamos simplesmente escapou da âncora e saiu navegando. Nós, da praia, ficamos olhando desesperados. A partir daí eu aprendi as técnicas corretas de ancoragem antes de me aventurar novamente”, explica.
Para colocar em prática toda essa aprendizagem a ABVC promove diversos eventos que vão de cursos e palestras, até cruzeiros em flotilha. Os menores como o Cruzeiro Costa Verde duram poucos dias e ficam por trechos pequenos da costa, ou ainda dentro das baías, enquanto os mais longos como o Cruzeiro Internacional da Costa Leste duram mais de 30 dias e percorrem mais de 300 milhas pela costa.
Você pode conhecer a ABVC e seus eventos e até tornar-se associado (mesmo sem ter veleiro) pelo site: www.abvc.com.br.
A palestra no Veleiros do Sul acontece dia 18 de agosto, às 20 horas.

Postado na Náutica