Viajar de veleiro



A maravilha de se viajar de veleiro é que basta que se decida ir para algum lugar, tudo que se tem que fazer é levantar a âncora,içar velas e ir embora.Essa sensação de liberdade é fabulosa,é quase como ter asas e voar livremente,basta bate-las.

Helio Setti Jr.

Tem que ir, ver e sentir!


"...Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu, para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor, e o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o seu próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver..."


Amir Klink


quarta-feira, 6 de julho de 2011

Nova Zelândia cancela alerta de tsunami após terremoto

A Defesa Civil neozelandesa cancelou o alerta de tsunami que se seguiu ao forte tremor de 7,6 graus na escala Richter registrado nesta quarta-feira (6) - quinta-feira no horário local. O tremor, próximo ao arquipélago de Kermadec, chegou a provocar ondas de até um metro na região, segundo o Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico, um órgão americano. Ou seja, tecnicamente, houve um tsunami (ondas causadas por um terremoto), mas ele não deve provocar danos.

O site local Stuff.co.nz, informou que o tsunami vai agitar o mar na região, mas sem gerar destruição em terra. O jornal New Zealand Herald, no entanto, afirma que as autoridades mantêm o alerta para que as pessoas fiquem longe da praia nas cidades costeiras do leste do país.

De acordo com o USGS (Serviço Geológico dos Estados Unidos), o terremoto aconteceu às 7h03 da manhã de quinta-feira (16h03 desta quarta-feira em Brasília). E teve seu epicentro em uma área oceânica a 163 km das ilhas Kermadec, a 913 km de Tonga e a 1.185 km de Auckland, uma das principais cidades neozelandesas.

Segundo o USGS, o tremor ocorreu a uma profundidade de 20 km. Não há informações sobre vítimas.

O controlador da Defesa Civil David Coetzee afirmou ao New Zealand Herald que deve haver "correntes turbulentas" na região, o que representa uma ameaça aos barcos que navegam por ali.

Fonte R7